quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz 2016!







E, de repente, 2015 está a chegar ao fim. Sinto que este ano passou a voar. Parece que ainda no outro dia estava a fazer o post de boas vindas ao anos 2015 e ele já está mesmo a terminar.
Não posso dizer que foi um ano fabuloso porque, na verdade, não foi. Comecei o ano desempregada e assim estive até junho, altura em que surgiu uma oportunidade de trabalho. Apesar de não ser especificamente na minha área de formação, também não é muito distante dela. Não é aquilo que me satisfaz plenamente ou que me faz sentir profissionalmente realizada mas sou grata pela oportunidade ter surgido. Continuei (continuo) a batalhar e a procurar por aquilo que sei que algures estará reservado para mim. Levei alguns nãos, fecharam-se portas, abriram-se janelas e fiquei com a certeza que, se o sistema na função pública funcionasse de forma diferente, já estaria realizada profissionalmente. 
O facto de ter estado grande parte do ano desempregada não me permitiu passear e viajar tanto quanto gostaria. Mas permitiu-me estar perto dos que mais amo. Aproveitar, sempre que possível, para estar com as minhas pessoas mais especiais. O ano de 2014, com a morte do meu avô, ensinou-me a valorizar ainda mais esses momentos e a viver mais intensamente. 
Essa aprendizagem foi reforçada, este ano, com a partida do meu irmão para Lisboa. Quem nos conhece sabe o quão unidos somos e tudo o que ele significa para mim. Então, estar longe dele 2 ou 3 semanas, tem sido algo com que tenho vindo a aprender a viver. Custa mas vê-lo crescer e a tornar-se naquilo que ele sempre quis ser é a melhor recompensa. E, lá está, quando ele vem a casa, tento aproveitar ao máximo. O melhor lugar do mundo é no abraço dele.
2015 trouxe ainda mais estabilidade à minha relação com o B., na qual sou muito feliz! ;)
Este foi, também, o ano em que a motivação e a vontade de querer ser mais saudável foi mais forte. Perdi 6,5kg e, mal terminem as festas e todo o exagero gastronómico desta época, quero perder mais 3 ou 4. Mais do que perder peso, quero ter um estilo de vida mais saudável. Quero sentir-me bem. E, por isso, 2016 vai ser o ano em que vou pegar nas minhas sabrinas e na minhas pontas e vou regressar ao ballet, 11 anos depois de ter parado. 
Foi o ano de reforçar que os melhores e os verdadeiros estão sempre perto, independentemente dos rumos que a vida nos faz tomar e dos quilómetros que nos separam. 
Ensinou-me ainda que tudo tem solução e que baixar os braços não resolve absolutamente nada,. Como diz a minha avó, "não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe"!
Continuo a ser uma miúda feliz, bem disposta, de bem com a vida e grata pelo que a vida me vai trazendo, de uma forma ou de outra.
Despeço-me de 2015 com a certeza que a palavra que melhor define este ano é...aprendizagem. E isso faz com que tudo tenha valido a pena.

Acredito, profundamente, que o melhor ainda está por vir. 2016, vem com tudo de bom!


Feliz 2016! :)











4 comentários:

  1. A passar para desejar um Feliz Ano Novo!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Que 2016 seja abençoado e que te faça imensamente Feliz! Que os teus sonhos se realizem! Porque tu MERECES!
    Um beijinho grande de aconchego como tu sabes que eu gosto.

    ResponderEliminar